7 erros a serem evitados na gestão de TI

4 minutos para ler

À medida que a tecnologia automatiza a sua empresa, é cada vez mais comum desafios na gestão implantação. Complexos, muitos podem ameaçar diretamente toda a transformação. Confira no infográfico 7 erros a serem evitados na gestão de TI:

1. Não utilizar a tecnologia a seu favor

Implementar tecnologias que melhorem o relacionamento com os seus clientes pode aumentar as vendas do seu negócio em até 65%. Antes, é necessário compreender quais serviços precisa? Como irão melhorar os processos? Quem irá gerenciar e como será o pós?

É bom sempre lembrar: para fazer acontecer, jamais pode ser encarada como um “faça você mesmo”. Ter uma consultoria especializada, profissionais de TI capacitados ou investir em treinamento, é tão importante quanto a implementação da nova tecnologia.

2. Não adotar a computação em nuvem

Quando falamos em utilizar o melhor que a tecnologia proporciona, não podemos deixar de mencionar a computação em nuvem. Muito se deve à sua flexibilidade, acessibilidade, mobilidade e escalabilidade.

Serviços de email gratuitos, redes sociais, plataforma de CRM… você e sua empresa usam e por vezes, nem percebem. É a tecnologia mais inovadora disponível em relação à produtividade, velocidade e risco reduzido.

3. Aprender com a própria experiência

Nunca presuma que algo vai funcionar só porque já funcionava antes. Erros podem ajudá-lo a lidar de maneira inteligente, madura e a evoluir rápido com viés de aprendizado. Não tenha medo de inovar e ter o erro como um aliado dessa inovação.

Reserve um tempo para planejar, refletir e esteja sempre pronto para aprender com a sua experiência e evitar que o mesmo problema apareça novamente no futuro.

4. Não seja inflexível em relação à abordagem de gestão de projetos

Uma das indecisões que enfrentamos para cada uma de nossas implementações de projeto é “qual metodologia de desenvolvimento devemos usar?”

As metodologia agile e waterfall são populares por diferentes motivos, e ambas são ferramentas eficazes no gerenciamento de projetos. Enquanto a waterfall oferece uma abordagem linear guiadas por uma sequência de estágios, na agile o desenvolvimento é iterativo e baseada em equipe, ao invés de cronogramas, as fases são definidas como sprints, com durações definidas com uma lista contínua de entregas.

Depois de decidir qual metodologia utilizar, podemos refinar ainda mais o processo para melhor atender aos objetivos que atenda ao projeto e satisfaça nosso cliente.

5. Não saber mensurar ou ignorar os KPIs

Aplique indicadores-chave de desempenho (KPIs) para saber, de forma precisa, quais foram os resultados gerados com a implementação das tecnologias. As partes interessadas podem ter um resultado desejado em mente, mas não sabem ou não identificam a meta específica que desejam alcançar.

Um dos grandes benefícios que a tecnologia proporciona é a quantidade de dados, em tempo real, que ela pode fornecer e ajudar na tomada de decisões. Ao analisar os KPIs, a equipe define metas e podem abordar problemas em potencial e corrigi-los, evitando perda de tempo e dinheiro.

6. Excluir usuários na tomada e implementação da decisão

Quando se pensa em maneiras de aprimorar a experiência do cliente, é preciso se convencer que a tecnologia é parte importante, mas no entanto, não adianta investir uma fortuna em ferramentas, mas que não atenda a um propósito específico ou agregue valor ao seu produto.

Em primeiro lugar, você precisa entender seus clientes e como o seu produto/serviço irá atender as suas dores. Para auxiliar na análise, dê voz aos especialistas: os designers User Experience (UX) e User Interface garantem que a sua tecnologia tenha personalidade, reflita a sua marca e esteja ligada à sua identidade.

7. Negligenciar a segurança digital

Invista em políticas e tecnologias que previnam o vazamento ou a subtração de dados. Sua empresa poderia sobreviver a uma violação em que os informações privadas fossem tornadas públicas? Poderia resistir a uma pane que apagasse seus dados?

Assim como na implantação, avalie as ameaças para sua organização. Por mais que possa parecer complexo, o processo é extremamente necessário. Identificar vulnerabilidades ajudarão a quantificar os perigos em potenciais e preparar um roteiro para eliminar possíveis falhas.

Os erros citados aqui podem comprometer o desenvolvimento do seu negócio. É crucial seguir as nossas dicas para evitá-los. Gostou? Então compartilhe-o nas redes sociais!


Posts relacionados

Deixe uma resposta