Entenda a importância do gerenciamento de dados no setor de energia!

6 minutos para ler

A transformação digital trouxe a percepção mais ampla da importância do gerenciamento de dados. Pensando em setores mais específicos, não é difícil entender o tamanho desses esforços no segmento de energia. Empresas dessa área precisam, cada vez mais, entender o consumo, visando à distribuição e ao serviço de ponta.

Distribuidoras do setor precisam ter um entendimento aprofundado do comportamento de seus consumidores e de que modo isso impacta o fornecimento. Com os dados referentes às atividades desses clientes, essas companhias estão mais qualificadas a se estruturar no fornecimento de energia para os períodos futuros. Assim, uma atividade sustentável e eficaz é estabelecida.

Diante da necessidade de um consumo mais equilibrado e responsável, as empresas do setor de energia têm a necessidade de um comprometimento maior com a pauta. Diante disso, o gerenciamento de dados se torna ainda mais decisivo.

Neste post, falamos um pouco mais sobre a importância das informações no segmento, a partir da percepção de David Chang, Project Leader na [ kolekto ]. Confira!

Qual é a importância do gerenciamento de dados nas empresas?

A importância do gerenciamento de dados nas empresas vem a partir de duas perspectivas: a de gestão do negócio, entendendo como os resultados têm se desenvolvido, e na entrega do melhor serviço ao consumidor, a partir de seu consumo e satisfação. Por isso, dados devem ser coletados interna e externamente, possibilitando ter as duas percepções necessárias do negócio.

O que faz com que esses dados sejam convertidos em informações concretas é o trabalho de Business Intelligence (BI), transformando conteúdo desestruturado em padrões e comportamentos perceptíveis. Depois da captação dos dados, há a análise e a geração dos relatórios. Após isso, há conteúdo suficiente para que gestores possam avaliar a empresa de diversas óticas.

Os dados no setor de energia

O setor de energia tem particularidades nos seus serviços, com a necessidade de atender clientes com a demanda necessária para seu uso. Em função disso, é preciso saber como esse consumo do serviço é realizado, seja em grande escala, seja para cada consumidor em particular.

Quando esses dados são devidamente absorvidos como informação, essas companhias estão mais aptas a processar, gerar e distribuir seu produto, ou seja, a energia, de modo que ela atenda à demanda completa. Esse trabalho é contínuo, ou seja, os dados precisam ser coletados e analisados ininterruptamente, uma vez que o fornecimento de energia não é cessado.

Qual é a importância do gerenciamento de dados para tomar decisões certas?

Um bom trabalho de gerenciamento de dados é essencial para que as empresas consigam coletar as informações estratégicas que ajudem a entender o mercado e o seu produto — nesse caso, o fornecimento de energia. É necessário que essas empresas estejam em parceria com fornecedores de tecnologia, que ajudem a captar os dados necessários para a gestão.

A [ kolekto ], em sua atuação com empresas do setor, implementou soluções a esses negócios com a proposta de gerar novas oportunidades diante dos contratos que eles gerenciam atualmente. A partir disso, a ideia é que se torne possível ter mais controle no fornecimento, garantindo mais precisão e um serviço qualificado de acordo com o histórico de consumo dos clientes, em particular.

O impacto dessa forma de fornecimento às empresas

Ao analisar a importância do gerenciamento de dados para empresas de energia, é necessário avaliar que o fornecimento desse serviço tem um alto custo.

Indústrias fazem muito uso de energia, sendo os principais consumidores, acima dos clientes domésticos. Em função disso, é fundamental saber como atendê-las. Os dados são um ativo de grande valor para ter esse conhecimento aprofundado.

O trabalho com dados permite, por exemplo, entender as variações de consumo considerando sazonalidades, por exemplo, de forma a tornar o fornecimento mais preciso.

Ao mesmo tempo em que é possível equilibrar seus esforços sem deixar cair a qualidade no serviço, o uso de dados contribui para a sustentabilidade na exploração de recursos, diante da geração dessa energia.

Os esforços desses fornecedores também estão ligados à entrega de um detalhamento mais preciso desse modo de consumo aos seus clientes. A partir disso, eles podem realizar um consumo mais responsável e cuidadoso, em uma relação muito mais justa e transparente. Essas grandes empresas passam a contratar exatamente aquilo que é necessário.

Como a [ kolekto ] torna o gerenciamento de dados mais eficiente?

O papel da [ kolekto ] é desenvolver soluções adequadas para cada fornecedor de energia, pensando em como estruturar melhor esses contratos e nas oportunidades de ajustes. Além das chances de aumentar o fornecimento e, consequentemente, o faturamento, é possível redirecionar a demanda de energia a empresas que precisam mais.

A subutilização é uma das questões mais importantes quando tratamos do setor, portanto, realocar energia de um cliente que a subutiliza a um que tem uma demanda maior é importante. Assim, há a possibilidade de fazer melhor uso do recurso, atendendo perfeitamente todos os clientes que recebem o fornecimento.

As soluções, na prática

Na prática, a [ kolekto ] pode trabalhar com três soluções principais, que se encaixam perfeitamente nas necessidades das empresas do setor de energia.

  • Sales Cloud: uma plataforma de gerenciamento de contratos, para verificar o consumo e as oportunidades de alterações, sempre a partir dos dados de consumo do cliente.
  • Community Cloud: solução que permite ao cliente acessar as suas informações para que haja essa transparência na indicação do nível de consumo de energia.
  • Commerce Cloud: solução em que clientes podem solicitar uma entrega maior de energia, de acordo com sazonalidades que vão exigir um fornecimento mais alto. Funciona como um canal de contratação, com a personalização de acordo com as necessidades do cliente.

De forma geral, as soluções da [ kolekto ] são importantes para o gerenciamento de dados a partir de duas perspectivas: primeiramente, a da empresa, permitindo o controle do fornecimento e propondo ajustes; além dela, a do cliente, que pode checar seu consumo com mais transparência e solicitar redução ou aumento.

É clara a importância do gerenciamento de dados nos dias atuais, especialmente no setor de energia. Sem soluções de TI adequadas, baseadas em BI, é impossível ter a precisão necessária para prestar serviços de maneira qualificada.

Gostou de saber mais sobre o assunto? Sente que no seu setor de atuação a gestão de dados também seria importante? Deixe um comentário e participe da conversa!

Posts relacionados

Deixe uma resposta